Se aprovado Câmara terá 8 reuniões por mês em vez das 4 atuais. (Foto Arquivo)
Se aprovado Câmara terá 8 reuniões por mês em vez das 4 atuais. (Foto Arquivo)

Os Vereadores, Anderson Gumes, Cássio Ricardo, José Oseas, José Oliveira e José dos Anjos, apresentaram a Indicação N° 18/2014 de 24 de Novembro de 2014, que visa editar o Projeto de Resolução e tem por objetivo alterar a Lei Orgânica do Municipal, devido a novas situações registradas no espaço físico urbano, necessidades econômicas e sociais e exigências da própria comunidade.

O Projeto de Lei propões alterar a Lei Orgânica em seu artigo 30, passando a vigorar com a seguinte redação:

“Art. 30 – A sessão legislativa anual desenvolve-se em 02 (dois) períodos, sendo que o primeiro estende-se de 15 de Fevereiro à 20 de Junho e o segundo de 1° de Julho à 15 de Dezembro, iniciando-se independentemente de convocação, devendo realizar, pelo menos 8 (oito) reuniões mensais.”

O Projeto foi dado entrada e encaminhado às Comissões, se aprovado deverá seguir para apreciação do Plenário, conforme informações do portal da Câmara Municipal: http://www.camaramacaubas.ba.gov.br/


Decisão foi tomada por falta de pagamentos de salários, segundo sindicato da categoria. 

Profissionais afirmaram que não garantem trabalhar no mês de dezembro, caso a gestão não regularize os pagamentos (Foto reprodução)
Profissionais afirmaram que não garantem trabalhar no mês de dezembro, caso a gestão não regularize os pagamentos (Foto reprodução)

 Segundo Nota do R 7, desde quinta-feira (20), o corpo médico do HMLNS (Hospital Municipal de Livramento de Nossa Senhora) e do Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) estão com os serviços suspensos na emergência. Os profissionais encaminharam um abaixo assinado à Promotoria de Justiça da Comarca da região, à direção do HMLNS e ao Sindimed (Sindicato dos Médicos).

De acordo com o sindicato, o corpo médico afirmou que a decisão foi tomada devido ao descaso da gestão municipal, que vem atrasando o pagamento dos salários desde o início da gestão, e estão sem efetuar o pagamento relativo a setembro e outubro. Além disso, não há reajuste a mais de quatro anos.

Os médicos destacaram no documento que várias reuniões foram realizadas, e os acordos não foram cumpridos por parte da prefeitura. Os profissionais afirmaram que não garantem trabalhar no mês de dezembro, caso a gestão não regularize os pagamentos, inclusive o do mês de novembro.


DSCN8667

Apesar da crise que se abate particularmente em Macaúbas, o mercado de material para construção vem investindo em novidades e serviços, atraindo clientes de toda região à cidade, a exemplo dos empreendedores irmãos Araújo, que através da A.M.C (Araújo Materiais para Construção), de portas abertas há dez anos, conta hoje com duas lojas – Matriz na Praça da Feira (Fone: 3473-2951 e Loja 2 na Av. Flores da Cunha – (Fone: 9962-9139)

Led até 85% de economia - Bocal com Sensor de Presença - Spot Led - Lâmpada Anti Inseto e Lâmpada Com sensor, acende sozinha quando escurece.
Led até 85% de economia – Bocal com Sensor de Presença – Spot Led – Lâmpada Anti Inseto e Lâmpada Com sensor, acende sozinha quando escurece.

Entre as novidades e exclusividades das Lojas AMC, estão as telhas esmaltadas Vilhena Gres, com o menor preços da região. Além de um grande estoque de lâmpadas especiais, lustres e tintas. As Lojas AMC, tem tudo para construção desde o alicerce até a cobertura, com entrega rápida e preços imbatíveis.

Grande estoque de tintas, preços imbatíveis.
Grande estoque de tintas, preços imbatíveis.

Veja agora o diferencial das telhas esmaltadas Vilhena Gres, proporcional mais beleza, fino acabamento, durabilidade e economia. São telhas resistentes e econômicas, rendem mais que as telhas comuns de cerâmica, visite a AMC e conheça outras cores e modelos.

Cobertura com telhas esmaltadas, beleza, durabilidade e economia
Cobertura com telhas esmaltadas, beleza, durabilidade e economia

SAM_9141

Conforme divulgado pelo Tesouro da Secretaria de Estado da Fazenda da Bahia, repasse (parcial) à Prefeitura de Macaúbas para o mês de Outubro deste ano, estes dados são divulgados através do Sistema de Administração de Recursos Financeiros e da própria Secretaria da Fazenda.

Somente de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços), aquele que pagamos quando compramos alguma coisa, indo desde o pão, água, roupas, mineral ou carros, Macaúbas recebbeu R$ 397.540,62, já de IPVA o valor foi de R$ 41.860,23, daria para pavimentar algumas ruas da cidade.

Veja o que Macaúbas recebeu em comparação a outros municípios da região:

 

Macaúbas Paramirim Ibipitanga
ICMS R$     397.540,62 232.899,90 170.615,71
IPI      R$         5.580,87    3.269,56     2.395,18
IPVA  R$       41.860,23 23.767,51  18.080,82

Legenda: ICMS – Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados – IPVA – Impostos sobre Propriedade de Veículos Automotores

Estes valores não contemplam os totais dos repasses do Estado nem da União.

 


 

Incríveis promoções de Natal...
Incríveis promoções de Natal…

Imbatível em atendimento, diversidade e preço, o Supermercado Juliano e Rosana, que em breve irá dobrar seu espaço, ganhando novas alas para melhor atender aos seus clientes, está com grandes Promoções de Natal e Ano Novo – Panetone a partir de R$ 6,49, menor preços você não encontra, Caixa de Bombons Garoto, R$ 7,79, vá ao Supermercado JR e confira outras ofertas. Além disso você concorre no Fim do Ano ao uma Hilux novinha, através da Promoção Um Real a Mais.

DSCN8660O Supermercado  Juliano e Rosana no Centro de Macaúbas, próximo a Praça da Feira.


 A Prefeitura publica em seu Diário Oficial  todos os seus Atos, os quias são públicos e infelizmente não é habito do cidadão fazer a consulta ou leitura destes Atos, entre as autoridades públicas, visto que gestores até assinam atos contendo nomes de gestores anteriores, ou cometem erros grosseiros na edição destes atos… Abaixo você irá encontrar um contrato do Fundo da Saúde cobrindo despesas do Funda da Educação, com hospedagem de pessoas em Salvador. 

Assim o pão é divido para quem mais precisa...
Assim o pão é divido para quem mais precisa…

Há alguns casos curiosos, como o fornecimento de pães  para três órgãos: Hospital, CAPS e SAMU, estes devem consumir em apenas 25 dias mais de 28 mil pães, dá uma média de 1.123 pães/dia, isso se considerado o preço de R$ 0,30, mas como é uma venda para o setor público, o preços certamente é menor, o que aumenta a quantidade de pães/dia.

Outro é um contrato de R$ 118.125,00, com uma hospedaria em Salvador para atender demanda do FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE, até ai tudo bem, seria pouco mais de R$ 10 mil/mês para hospedar pessoas/pacientes do SUS. No entanto, o estranho mesmo é o FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE, bancar contas da Educação, visto que os recursos são separados, vem de fontes distintas e a Edução tem seu próprio FUNDO MUNICIPAL, veja abaixo trecho do contrato:

Não deu pra entender...
Não deu pra entender…

                        “PRIMEIRO TERMO ADITIVO AO CONTRATO Nº 0402/2014.

O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE, com sede na Praça Imaculada Conceição, n°. 1250,Centro, Macaúbas, Estado da Bahia, inscrito no CNPJ sob o nº 10931270/0001-70 (…) doravante denominada CONTRATANTE, e aempresa, MAIZA SPINOLA TRINDADE FERREIRA – ME, inscrita no CNPJ sob o nº07.270.734/0001-30, com sede na Rua do Paraíso, 354, Térreo, Nazaré, Salvador, estado da Bahia, (….) neste ato o primeiro Termo Aditivo ao Contrato nº 0402/2014, firmado em 17 de fevereiro de 2014.
CLÁUSULA PRIMEIRA :
DO OBJETIVO: Contratação de serviços de hospedagem na cidade de Salvador, destinados a atender as necessidades dos órgãos públicos da Prefeitura Municipal, do Fundo Municipal de Saúde, do FMAS e do Fundo Municipal de Educação deste município de Macaúbas, com discriminação no processo administrativo PREGÃO PRESENCIAL nº 016/2014.

(…) preço total estimado para contratação dos serviços deste instrumento é de R$ 118.125,00 (Cento e Dezoito Mil, Cento e Vinte Cinco Reais) que será pagos em parcelas.”

(Publicado no Diário Oficial do Município de Macaúbas 20/11/2014 – Edição 166  No endereço: www.ipmbrasil.org.br )  Clique aqui e tenha acesso na integra do Diário desta edição 

O blog tentou entrar em contato com autoridades mas não obteve êxito, no entanto, espaço fica aberto para interessados.


Dos 513, 250 podem ter algum tipo de envolvimento num desvio de mais de R$ 23 bilhões.
Dos 513, 250 podem ter algum tipo de envolvimento num desvio de mais de R$ 23 bilhões.

Mais de 250 parlamentares já foram citados, de alguma forma, em depoimentos da Operação Lava Jato, da Polícia Federal (PF). Isso significa que eles estão diretamente ou indiretamente envolvidos no esquema de desvio de dinheiro da empresa estatal Petrobras, durante o período do governo de Dilma Rousseff (PT). A informação é do jornalista Felipe Patury, em sua coluna da revista Época. O número significa quase metade da Câmara de Deputados. Segundo lei complementar nº 78/1993, tal quantidade não pode ultrapassar 513. Os nomes dos parlamentares, contudo, não foram revelados pela coluna.